conecte-se conosco


Política Nacional

STF adia julgamento de suspeição de Moro no caso Lula para semestre que vem

Publicado

em

Lula
Foto: Miguel Schincariol/Agência O Globo

Parcialidade de Moro no caso Lula ficará para ser analisada pelo STF apenas no semestre que vem

Previsto para a próxima terça-feira (25), o julgamento da suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça Sergio Moro, no caso do tríplex do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, será adiado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com a coluna da Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo , o adiamento se dá a pedido do ministro Gilmar Mendes. 

Leia também: Dodge diz ser contra anulação da sentença de Lula no caso tríplex

Neste pedido de habeas corpus, a defesa de Lula alega que Moro foi parcial no julgamento do ex-presidente e, por isso, pede a anulação da setença proferida pelo então juiz ao petista. Porém, a presidente da Segunda Turma do STF, Cármen Lúcia, colocou o caso no último lugar da fila, o que poderia resultar em seu adiamento.

Segundo a coluna, o ministro Gilmar Mendes concluiu que não haveria tempo hábil para debater o caso de Moro , pois apenas o voto dele já tem mais de 40 páginas. Portanto, o ministro decidiu pelo adiamento da discussão, que ficará apenas para o semestre que vem, dado que o judiciário entrará em recesso durante o mês de julho.

Apesar disso, o Supremo ainda terá uma semana decisiva pela frente . Afinal, a corte vai encarar outra decisão importante: o julgamento das ações que questionam os decretos do presidente Jair Bolsonaro que flexibilizaram o porte e a posse de armas. 

No caso do decreto das armas, a situação é semelhante: é pouco provável que a votação seja concluída ainda neste semestre. Será a penúltima sessão da Corte antes do recesso de julho. Como já há outros processos pautados para as duas sessões seguintes, a tendência é que não haja tempo suficiente para os onze ministros votarem o tema, que deve voltar a ser analisado depois do recesso.

Leia também: Lava Jato repudia vazamentos sobre afastamento de procuradora: “Notícia falsa”

Os ministros estão divididos sobre o assunto. Alguns deles consideram prudente que a decisão sobre o assunto seja tomada primeiro pelo Congresso — ainda mais depois que o Senado derrubou o decreto e agora a Câmara fará sua análise. Outros entendem que o  STF  não deve abrir mão de seu papel de declarar a medida inconstitucional, se assim a compreender.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Carlos Bolsonaro: ocultação de curtidas no Instagram segue “cartilha ideológica”

Publicado

em

por

Carlos Bolsonaro na Câmara Municipal do Rio de Janeiro arrow-options
Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Carlos Bolsonaro deu declaração sobre o instagram na tarde desta terça-feira (17)

Carlos Bolsonaro, vereador pelo PSL e filho do presidente Jair Bolsonaro, usou o twitter na tarde desta quarta-feira (17) para criticar a mudança no Instagram que oculta curtidas em fotos. Para ele, o real intuito da marca é “barrar o crescimento dos que pensam de forma independente”.

Leia também: fim da “chuva de likes”? Instagram passa a ocultar total de curtidas no Brasil

Em publicação realizada poucas horas após implementação da mudança no Brasil, Carlos Bolsonaro perguntou se o fato era real e garantiu que a intenção da marca é atrapalhar quem está rompendo o sistema, taxando as justificativas apontadas anteriormente pelo Instagram como parte de uma “cartilha ideológica ‘progressista’” que quer limitar o interesse de formação e “criar manipulados”.

Em pouco tempo, as respostas aos tweets se acumularam. “Claro, o instagram mudou a política de likes por sua causa, Carluxo. Pode confiar”, brincou um dos internautas. Após mais de mil respostas ao tuíte, o político voltou a falar sobre o assunto. “Os ataques que fazem a mim diante desta postagem mostram mais uma vez a verdade”, disse. 

Leia também: Jair Bolsonaro “demite” Carlos da administração de suas redes e o critica 

Mudanças no Instagram

A ocultação nas curtidas do Instagram foi anunciada pela marca no mês de abril como uma maneira de fazer com que os usuários dessem mais valor ao conteúdo das publicações do que ao buzz gerado por elas. O teste foi feito pela primeira vez no Canadá e está em fase de testes em mais alguns locais do globo. No Brasil, a alteração começou nesta quarta. 

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana