conecte-se conosco


Esportes

Seleção olímpica é convocada para competição e desfalca times no Brasileiro

Publicado

em


André Jardine de pé
CBF/Divulgação

André Jardine é o técnico da seleção olímpica

O técnico André Jardine convocou nesta quarta-feira a seleção olímpica que disputará o Torneio Maurice Rivello, na França, mais conhecido como Torneio de Toulon . O comandante listou 22 jogadores para disputa da competição, que será realizada entre os dias 1º e 15 de junho.

Leia também: TV Globo “dá o troco” no Palmeiras e coloca jogos da Copa do Brasil no PPV

Esta será a primeira etapa de preparação da seleção olímpica que, em janeiro do próximo ano, irá em busca de uma vaga nos Jogos de Tóquio 2020. O Pré-Olímpico será disputado na Colômbia e classificará duas seleções para as Olimpíadas no Japão.

Alguns nomes que atuam no futebol brasileiro foram chamados: Antony (São Paulo), Rodrygo (Santos), Pedro (Fluminense), Mateus Vital e Pedrinho (Corinthians), Lucão (Vasco), Ivan (Ponte Preta), Murilo (Cruzeiro), Guga (Atlético-MG), Iago Borduchi (Internacional), Renan Lodi (Athletico-PR) e Matheus Henrique (Grêmio).

Todos esses atletas serão desfalques de seus times no Brasileirão e perderão as 7ª, 8ª e 9ª rodadas. Além, também, de eventuais compromissos na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Leia também: Clubes poderão usar estádios da Copa América até a 8ª rodada do Brasileirão

Nesta edição do Torneio de Toulon, a seleção brasileira está no Grupo B, juntamente com Catar, Guatemala e os anfitriões franceses. Também estão na disputa da competição Japão, Chile, Inglaterra, Portugal, China, Bharein, Irlanda e México. Os primeiros colocados de cada chave, além do melhor segundo lugar se classificam para a semifinal.

“Entendemos a importância de estarmos iniciando este trabalho rumo aos Jogos Olímpicos , o que também é a busca pela manutenção da nossa medalha de ouro. Estamos indo com uma equipe forte, acreditamos bastante no potencial e experiência desses jogadores para atingirmos um bom nível de atuações rapidamente”, comentou André Jardine.

Octacampeão do Torneio de Toulon, o Brasil já teve diversos craques desfilando o seu talento na competição. Nomes como Cafu, Kaká, Leonardo e Márcio Santos (na edição de 1990), Taffarel e Mazinho (1987) e Jorginho já levantaram este troféu. Careca, Mozer, Adriano, César Sampaio e Juninho Pernambucano são mais alguns brasileiros que também se destacaram em outras edições do torneio.

“É uma satisfação participar de um torneio tão tradicional e levando uma Seleção com muitos bons nomes. Sabemos da história que o Brasil tem nesta competição e a gente acredita estar indo com um grupo à altura”, analisou Jardine.

Leia também: São Paulo ou Flamengo? Justiça exige que CBF decida destino da Taça das Bolinhas

A delegação brasileira se apresenta no dia 27 de maio no Brasil e embarca diretamente para Marselha, na França. A estreia da seleção olímpica está marcada para o dia 2 de junho contra a Guatemala. Três dias depois, o Brasil pega a França, em 5 de junho. O encerramento da primeira fase será no dia 8, contra o Catar.

Confira a lista de convocados:


Goleiros

Lucão – Vasco da Gama
Lucas Perri – Crystal Palace (Inglaterra)
Ivan – Ponte Preta


Defensores

Gabriel – Lille (França)
Murilo Paim – Cruzeiro
Luiz Felipe – Lazio (Itália)
Lyanco – Bologna (Itália)
Emerson – Real Betis (Espanha)
Guga – Atlético-MG
Iago Borduchi – Internacional
Renan Lodi – Athletico-PR


Meio-campistas

Douglas Luiz – Girona (Espanha)
Thiago Maia – Lille (França)
Tabata – Portimonense (Portugal)
Wendel – Sporting (Portugal)
Mateus Vital – Corinthians
Matheus Henrique – Grêmio


Atacantes

Pedrinho – Corinthians
Matheus Cunha – RB Leipzig (Alemanha)
Rodrygo – Santos
Antony – São Paulo
Pedro – Fluminense​

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Pedrinho marca no começo e Corinthians impõe primeira derrota ao São Paulo

Publicado

em

por

Lance


Pedrinho marcou o gol da vitória do Corinthians no clássico contra o São Paulo
Marcelo Machado de Melo/Fotoarena/Agência O Globo

Pedrinho marcou o gol da vitória do Corinthians no clássico contra o São Paulo

Rotina mantida. Assim pode ser definida mais uma vitória do Corinthians sobre o São Paulo na Arena, em Itaquera. Neste domingo, com gol de Pedrinho, o Timão fez 1 a 0 no Tricolor, que segue sem vencer na casa do rival. Assim, o Corinthians chegou a três vitórias seguidas – duas pelo Brasileiro e uma pela Sul-Americana. Já o Tricolor completou o terceiro jogo seguido sem vitórias – um empate e duas derrotas. Primeira derrota no Brasileirão .

Na próxima rodada do Brasileiro, no domingo, o São Paulo recebe o Cruzeiro no Pacaembu. Antes disso, na quarta, visita o Bahia precisando de uma vitória para se manter na Copa do Brasil. O Corinthians volta a campo na quinta, pela Sul-Americana, contra o Deportivo Lara, na Venezuela. A partida do Timão pela sétima rodada do Brasileirão, contra o Goiás, ainda não tem data definida. 

Pedrinho confirma boa fase 

O começo do jogo deixou a impressão de que seria fácil para o Corinthians. Logo aos 6 minutos do primeiro tempo, o Timão abriu o placar na Arena. Fagner tentou um cruzamento para Vagner Love, mas a zaga afastou. No rebote, a bola voltou para o lateral-direito, que passou para Pedrinho, na entrada da área. O meia-atacante finalizou, a bola desviou em Arboleda e enganou Volpi. Foi o segundo gol de Pedrinho nos últimos três jogos – ele também marcou contra o Athletico Paranaense, pelo Brasileiro. 

Muita disputa, pouco futebol 

Com o placar aberto, o Corinthians deixou a posse de bola com o São Paulo. Mas a equipe tricolor teve muita dificuldade em criar jogadas ofensivas – tanto pela boa marcação do Timão como pela falta de criatividade da própria equipe. O time do técnico Cuca até conseguia chegar perto da área trocando passes, mas não levava perigo ao goleiro Cássio. Enquanto isso, o Timão também não conseguia ser efetivo ao recuperar as bolas. 

Aos 23 minutos, o São Paulo chegou a marcar um gol, mas foi acertadamente anulado por impedimento de Arboleda, que finalizou para o gol após rebote de Cássio em uma cobrança de falta bem batida por Reinaldo. Depois, o Tricolor só voltou a assustar aos 38, numa cabeçada de Bruno Alves que passou perto da meta corintiana. 

Já o Timão só voltou a ter uma chance clara de gol aos 43, após boa troca de passes entre Pedrinho e Fagner. O lateral-direito recebeu na frente e cruzou para a entrada da área. Júnior Urso pegou forte, de primeira, mas no meio do gol, e Volpi fez a defesa. 

Pato vaiado 

Sem muitas boas lembranças da passagem de Pato pelo Corinthians, os torcedores do Timão vaiavam o atacante do São Paulo sempre que ele pegava na bola. Numa dividida de bola na segunda etapa, entre Pedrinho e Pato, o jogador do time da casa levou a melhor, com direito a drible sobre o Pato depois, e a torcida comemorou quase como se fosse um gol. 

Nada mudou 

O panorama do segundo tempo foi muito parecido com o primeiro. Mesmo com as mexidas de Cuca, o São Paulo não conseguiu ser mais objetivo. Trocava passes perto da área do Corinthians, mas não conseguia infiltrar. A melhor chance do Tricolor só aconteceu aos 40, num chute forte de fora da área de Helinho, que passou perto do gol de Cássio. Enquanto isso, o time de Carille seguia apostando nos contra-ataques, principalmente com Love, Pedrinho e Fagner. Num desses lances, nos acréscimos, Gustagol perdeu um gol cara a cara com Volpi. 

Confusão no final 

No fim da partida, Sornoza segurou Hernanes no meio e o juíz marcou a falta. Com o jogo já parado, o braço do são-paulino atingiu peito do equatoriano, que caiu no chão. O juiz Flávio Rodrigues de Souza mostrou o cartão vermelho para Hernanes, o que gerou muita reclamação dos jogadores do Tricolor. Mas, após consulta ao VAR, o árbitro retirou o cartão vermelho e mostrou apenas o amarelo. 

FICHA TÉCNICA 
CORINTHIANS 1 x 0 SÃO PAULO 

Data/Hora : 26/05/2019, às 19h. 
Local : Arena Corinthians, em São Paulo (SP) 
Árbitro : Flávio Rodrigues de Souza (SP) 
Assistentes : Marcelo Van Gasse e Daniel Luis Marques (ambos de SP) 
Quarto Árbitro : Ilbert Estevam da Silva (SP) 
VAR : Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP) 
Assistentes do VAR : Vinicius Furlan e Alex Ang Ribeiro (ambos de SP) 
Público/Renda : 39.378 pagantes e 39.670 presentes/R$ 1.916.228,30 
Gramado : Bom 
Cartões amarelos : Júnior Urso, Danilo Avelar e Sornoza (COR), Antony, Igor Vinícius, Igor Gomes e Hernanes (SAO) 
Cartão vermelho : – 

GOLS : Pedrinho, 6’/1ºT (1-0) 

CORINTHIANS 
​Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso e Sornoza; Pedrinho (Mateus Vital, 27’/2ºT), Vagner Love (Gustagol, 36’/2ºT) e Clayson (Ramiro, 41’/2º). Técnico : Fábio Carille 

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Igor Vinícius (Igor Gomes, 24’/2ºT), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Tchê Tchê e Vitor Bueno (Helinho, 34’/2ºT); Antony, Everton (Hernanes, 13’/2ºT) e Pato. Técnico : Cuca

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana