conecte-se conosco


Economia

PSDB fecha apoio à reforma da Previdência

Publicado

em

bruno araujo
Divulgação/PSDB na Câmara – 30.5.19

“O PSDB ‘fechou questão’ para que seus parlamentares votem ‘sim’ à reforma da Previdência”, confirmou Bruno Araújo

Após reunião conjunta da executiva com as bancadas dos deputados e senadores, o PSDB fechou questão a favor da reforma da Previdência. Mais cedo, o governador de São Paulo, João Doria,  já havia adiantado que o partido se reuniria nesta terça-feira (11) para debater o apoio à PEC (Proposta de Emenda à Constituição).

“O PSDB a favor do Brasil!”, publicou o perfil oficial do PSDB no Twitter. “Em reunião o conjunta da executiva com as bancadas dos deputados e senadores, o PSDB fechou questão a favor da reforma da Previdência , o que significa que os parlamentares devem votar a favor do texto relatado pelo deputado tucano Samuel Moreira (SP)”, completou.

O presidente nacional da legenda, deputado federal Bruno Araújo , confirmou a decisão. “Agora é oficial. O PSDB ‘fechou questão’ para que seus parlamentares votem ‘sim’ à reforma da Previdência. O PSDB vai se posicionar em todos os temas relevantes ao País”, escreveu Araújo também no Twitter.

Leia também: Relator da Previdência promete regras “melhores” a mulheres e professores

Até agora, apenas o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, e o Novo haviam fechado questão quanto à reforma da Previdência . Na política, o jargão significa que os parlamentares das siglas deverão ser favoráveis ao projeto apresentado pelo governo, sob risco de punição por infidelidade partidária caso votem contra.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Participação da Avianca no mercado brasileiro caiu mais de 90% em maio, diz Anac

Publicado

em

por

Avião da Avianca
Divulgação/Avianca

Participação da Avianca no mercado aéreo brasileiro caiu 90,3% em maio, segundo a Anac

A participação da Avianca no mercado aéreo brasileiro caiu 90,3% entre maio de 2018 e o mesmo mês de 2019, passando de 14,1% para 1,4%, de acordo com dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgados nesta segunda-feira (24).

Leia também: Governo quer privatizar todos os aeroportos da Infraero, anuncia ministro

Um mês atrás, em 24 de maio, a própria Anac informou a suspensão de todas as operações da Avianca Brasil, em função das dificuldades financeiras que levaram a aérea a entrar com pedido de recuperação judicial, em dezembro do ano passado.

No mesmo período de tempo da pesquisa divulgada pela agência, Latam , Gol e Azul registraram aumento na sua participação no mercado nacional. A Azul, aérea que mais cresceu, aumentou teve sua participação aumentada em 35,7%, com salto de 18,5% a 25,1%. A Gol passou de 34,8% para 38,1% no período e a Latam teve o crescimento mais modesto, de 32,2% para 35%.

O levantamento da Anac aponta ainda que a demanda aérea doméstica caiu (-2,1%) em maio, enquanto a demanda internacional cresceu (+5,6%). De janeiro a maio de 2019, a demanda aérea doméstica cresceu tanto nacional quanto internacionalmente: +2,4% e  +7,9%, respectivamente.

Leia também: Por que tantas companhias aéreas enfrentam dificuldades no Brasil

Segundo o governo, uma das metas para o setor é diminuir a concentração e abrir portas para chegada de companhias aéreas estrangeiras ao Brasil.

Confira a participação das aéreas no mercado brasileiro entre 2018 e 2019

  • Avianca: de 14,1% a 1,4%;
  • Azul: de 18,5% a 25,1%;
  • Gol: de 34,8% a 38,1%; e
  • Latam: de 32,2% a 35%.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana