conecte-se conosco


Internacional

Presidente falou, tá falado, diz Eduardo Bolsonaro sobre ser embaixador nos EUA

Publicado

em

Na noite desta quinta-feira (11) o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) falou sobre a declaração de seu pai, Jair Bolsonaro, que admitiu ter intenção de indicá-lo para o posto de embaixador do Brasil nos EUA. “Se o presidente falou, tá falado”, disse ele.

Leia também: Eduardo Bolsonaro cita Cuba e engrossa piada de Weintraub sobre cocaína em avião

Eduardo Bolsonaro arrow-options
Agência Câmara

Eduardo Bolsonaro

Leia também: Eduardo Bolsonaro comemora 35° aniversário com festa temática dos Minions

Em coletiva de imprensa, Eduardo Bolsonaro reforçou que apesar de seu pai ter abordado o assunto, nada oficial foi decretado: “Não tem nada decidido ainda”, iniciou ele, que completou: “A missão que o presidente der para mim, certamente, eu vou tentar desempenhar da melhor maneira possível”. 

Em seguida o representante disse que o simples fato de ter sido considerado para o posto, que está vago desde maio de 2019, o deixou “lisonjeado”. “Há possibilidade disso se concretizar, mas tem que passar por um conversa com o presidente primeiro. Porém, a possibilidade de assumireste cargo já me deixa lisonjeado”, continuou Eduardo.

Deputado federal no Rio de Janeiro, o terceiro filho de Jair Bolsonaro concluiu o posicionamento alegando que não teria problemas em abrir mão de seu mandato para assumir o posto de embaixador do Brasil nos EUA.

Leia também: Bolsonaro admite possibilidade de escalar Eduardo como embaixador nos EUA

As indicações do presidente para ocupar embaixadas do Brasil no exterior precisam ser aprovadas pelo Senado, onde os indicados são submetidos a sabatinas. Nas redes sociais, Eduardo Bolsonaro tem recebido apoio e críticas dos internautas.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Policial grávida atingida por tiro durante assalto perde bebê

Publicado

em

por

Policial do Pará foi baleada em tentativa de assalto arrow-options
ARQUIVO PESSOAL / REPRODUÇÃO

Policial Ketlen Lima, de 23 anos, reagiu a assalto na cidade de Ananindeua

A polícia do Pará confirmou na noite do sábado (20) a morte do feto carregado pela policial militar Ketlen Lima Silva, de 23 anos, vítima de tentativa de latrocínio na cidade de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. 

Ketlen, grávida de cinco meses, foi atingida por um tiro durante tentativa de assalto em um conjunto residencial da cidade. O projétil atingiu o pulmão e o coração da soldado, que continua internada na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Metropolitano.

Leia também: policial militar grávida é baleada em tentativa de assalto

Os médicos consideram que a cirurgia da vítima foi satisfatória, mas o estado de saúde dela ainda é grave. O bebê não resistiu. O suspeito do crime, que além de atirar na policial, roubou a arma dela, ainda não foi encontrado. 

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana