conecte-se conosco


Policia Federal

PF combate a produção e divulgação de arquivos contendo abuso sexual infatojuvenil

Publicado

em

São Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (17/5), em uma cidade do interior do Estado de São Paulo e na capital, operação policial com a finalidade de identificar suspeitos de produzir e de distribuir na internet grande quantidade de arquivos contendo abuso sexual de crianças e adolescentes.

Iniciada em março deste ano, a investigação da Polícia Federal começou a partir de uma prisão feita no leste da Europa, de um casal de predadores sexuais que abusava de crianças da própria família, registrava em arquivos de imagens e vídeos, e compartilhava na internet, inclusive na Darkweb. Com a ajuda da Interpol e graças a um trabalho de cooperação policial internacional envolvendo Austrália, França e Brasil (URCOP/SRCC – unidade central da PF de combate a pornografia infantil), chegaram à PF informações sobre um casal brasileiro que aparece em um vídeo abusando sexualmente de um bebê.

Foram identificados dois locais onde possivelmente um dos vídeos foi produzido e enviado ao exterior pela internet. Também foram obtidos fortes indícios da identidade do suspeito estuprador da bebê. A pedido da PF, a Justiça Federal autorizou a realização de buscas domiciliares, bem como decretou a prisão preventiva do principal suspeito, um frentista de 33 anos.

Os investigados vão responder pela prática dos crimes previstos nos art. 217-A do Código Penal (pena de reclusão de 8 a 15 anos), art. 240 (pena de reclusão de 4 a 8 anos e multa), art, 241-A (pena de reclusão de 3 a 6 anos e multa) e art. 241-B (pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa) do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Será concedida entrevista coletiva, às 10h30, na Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo/SP.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policia Federal

PF combate exploração sexual de crianças e adolescentes

Publicado

em

por

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (17/6) a Operação “Curie”, para combater distribuição  e arquivamento de imagens pornográficas envolvendo crianças e adolescentes, em Minas Gerais.

Foi cumprido um mandado judicial de prisão preventiva, expedido pelo 35ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte. O preso é médico, tem 37 anos e reside no bairro da Pampulha, em Belo Horizonte. Além de guardar e compartilhar arquivos de pornografia infanto-juvenil por meio da internet, ele filmava exames médicos íntimos que realizava em suas pacientes.

Ele foi encaminhado para a penitenciária Nelson Hungria, onde permanecerá à disposição da Justiça. Se condenado, poderá cumprir até 6 anos de reclusão e pagar multa.

As investigações prosseguirão no sentido de verificar as redes de contato do preso.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana