conecte-se conosco


Política Nacional

Oposição protocola requerimento e agora busca apoio à CPMI para investigar Moro

Publicado

em

Reunião da oposição
Lula Marques/Divulgação – 11.6.19

Reunião da oposição que defendeu a instalação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar Moro

A oposição protocolou nesta quarta-feira (12) um requerimento de criação de  uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para apurar e investigar as condutas de magistrados e membros do MPF e da Operação Lava Jato , entre eles o procurador Deltan Dallagnol e o hoje ministro Sergio Moro, após a divulgação de conversas entre os dois, quando Moro ainda era juiz responsável pela operação.

Leia também: “Hackers de juízes não vão interferir na missão”, diz Moro sobre queda de crimes

Nesta terça-feira (11), o bloco da oposição formado por PT, PCB, PCdoB, PSOL, PDT e PSB se reuniu e definiu o esquema para criação da CPMI, que precisará ter ao menos 171 assinaturas de deputados e 27 de senadores para que seja aberta, além de pedir o imediato afastamento de Sergio Moro do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública e dos procurados que atuam na força tarefa da Lava Jato.

“As conversas são deploráveis e atentam contra o Estado Democrático de Direito. Revelam também abusos de autoridade conduzidos por quem deveria zelar pela Lei e pela
Constituição Federal. É um ataque sem precedentes na história da República ao direito de defesa e ao devido processo legal”, escreveram os partidos em nota.

Leia também: Moro se preocupa com superexposição e desdobramentos de vazamento, diz fonte

Oposição quer convocar Moro para dar explicações

Sergio Moro
Marcelo Camargo/ABr

Sergio Moro deve ir ao Congresso para dar explicações sobre as mensagens com Deltan Dallagnol

A oposição também anunciou que atuará para que Sergio Moro e Deltan Dallagnol sejam convocados para dar explicações no Congresso. No mesmo dia da reunião, a líder do governo no Congresso, deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) anunciou que o ministro Moro irá à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e que ele negocia sua ida à CCJ da Câmara para falar sobre a troca de mensagens com Dallagnol.

Leia também: Após vazamento sobre Moro, família de Greenwald e Miranda é ameaçada de morte

De acordo com Joice, Moro deve deve ir espontaneamente às comissões, sem a necessidade da convocação planejada pela oposição . As datas sugeridas pelo líder do governo no Senado,
Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para que o ex-juiz da Lava Jato vá ao Senado foram os dias 19 ou 26 de junho.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Sérgio Cabral está apto a receber visitas íntimas de Adriana Ancelmo na cadeia

Publicado

em

por

Sergio Cabral e Adriana Ancelmo
Paulo Araújo/Agência O Dia

Sérgio Cabral e a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo poderão ter encontros íntimos em Bangu 8

ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) foi classificado pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) como apto a receber visita íntima da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo em Bangu 8, na zona oeste do Rio.

Mas apesar de ter tido o direito concedido há aproximadamente dois meses,  Sérgio Cabral ainda não está autorizado a exercê-lo porque tem um processo administrativo em curso.

Adriana Ancelmo
Fernando Frazão/Agência Brasil – 10.5.17

Esposa do ex-governador Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo

Para o preso exercer o direito à visita íntima, ele solicita à assistência social do presídio. Assim, o trâmite é iniciado na cadeia para, posteriormente, ser chancelado pela Seap. No entanto, esse direito não pode ser exercido enquanto há contra o preso algum procedimento administrativo em tramitação.

No caso de Cabral, ele respondia a um por ter sido flagrado na cadeia com mais dinheiro do que o permitido , que foi arquivado posteriormente.

Mas, como o ex-governador foi punido pela Seap em outro caso, o da videoteca, ele continua sem poder receber a visita íntima .

Quando a punição for encerrada, ele poderá entrar na escala da secretaria para passar a exercer efetivamente o direito e reencontrar Adriana Ancelmo em encontros íntimos.

Leia também: Adriana Ancelmo usou carteira da OAB para visitar Sérgio Cabral na cadeia

Relembre as joias de Adriana Ancelmo apreendidas pela PF:

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana