conecte-se conosco


Nacional

Justiça bloqueia bens de Paulo Preto, apontado como operador de propina do PSDB

Publicado

em

Paulo Preto
Geraldo Magela/Agência Senado – 29.8.12

Justiça bloqueia bens de Paulo Preto, apontado como operador de propina do PSDB

A Justiça Federal de São Paulo determinou o bloqueio de dois imóveis e uma lancha de Paulo Vieira de Souza, mais conhecido como Paulo Preto, suspeito de ser operador de propina para políticos do PSDB. A decisão é do juiz Diego Paes Moreira, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo. Foram bloqueados uma mansão em Iporanga, no Guarujá, um apartamento no condomínio Marina VI, em Ubatuba, ambos em São Paulo, e a lancha Giprita III.

Leia também: Damares demite presidente da Funai após menos de cinco meses

Os bens estavam registrado em nome da empresa P3T, criada em 2014 por Paulo Preto , que foi condenado a mais de 170 anos de prisão por crimes como peculato (desvio de dinheiro público) e formação de cartel nas obras do trecho sul do Rodoanel e do Sistema Viário Paulistano. O Ministério Público Federal afirma que os bens estavam em nome da empresa como forma de blindar o patrimônio .

A P3T Empreendimentos nunca emitiu uma nota fiscal ou empregou algum funcionário . Em dezembro de 2014 foram transferidos pelo réu e sua mulher vários bens que estavam em nome do casal, no valor de R$ 3,8 milhões, correspondente ao capital social da empresa.

Leia também: PF extrai dados de celular de Moro para investigar ataques de hacker

Em fevereiro de 2015 as cotas da empresa foram doadas às filhas do casal e, em contrato, estabeleceu que as filhas não poderiam vender os bens da empresa enquanto os pais fossem vivos. A mansão do Guarujá chegou a ser indicada como um dos domicílios de Souza durante audiência e o MPF argumentou que os bens continuavam sendo administrados e aproveitados pelo réu, que agora está preso.

O juiz afirmou em sua decisão que a medida é necessária para assegurar a reparação dos danos causados no período em que Paulo Preto esteve à frente da Dersa, a estatal paulista responsável por obras rodoviárias. Souza teria amealhado pelo menos R$ 27 milhões, sem correção dos valores, no período em que atuou na empresa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Jovem procura hospital com dores abdominais, descobre gravidez e dá à luz, em SP

Publicado

em

por

grávida
Divulgação/Prefeitura de Sorocaba

Jovem e bebê foram levados para a maternidade do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS)

Uma mulher de 20 anos deu à luz após procurar a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da zona oeste de Sorocaba, interior de São Paulo, afirmando estar com dores abdominais. Segundo o hospital, a jovem não sabia que estava grávida.

Leia também: Mulher escreve bilhete e salva desconhecida que sofria assédio dentro de ônibus

O caso aconteceu na tarde do último sábado (22), quando a mulher chegou à unidade com queixa de dor abdominal e lombar. De acordo com a Prefeitura de Sorocaba, responsável pela administração da UPH, a equipe encaminhou a jovem para a sala de medicação e solicitou exames laboratoriais.

Durante os exames, a paciente começou a ter contrações, porém a gravidez e o atraso menstrual foram negados pela mãe da jovem. Com a ajuda de um aparelho sonar fetal, a gestação foi confirmada e a jovem foi encaminhada para a ala de emergência, onde o parto normal foi realizado.

Leia também: Adolescente de 15 anos desaparece quando voltava de colégio no Rio de Janeiro

Ainda segundo a prefeitura, a  jovem e o filho foram levados para a maternidade do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS).

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana