conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo homenageia assistentes sociais por serviços prestados à população

Publicado

em

Há 17 anos trabalhando como assistente social, Vanea Conceição da Costa já atendeu muitos casos e ajudou muitas pessoas que enfrentaram a violação dos seus direitos. Em um deles, o que mais marcou seus anos de profissão, foi o atendimento feito a uma mulher que tinha dois objetivos naquele momento de sua vida: conseguir a certidão de registro da filha pequena e a de óbito do marido. Vanea lembra que o impasse era a falta de documentos de todos os envolvidos. 

“A família, que veio de outro Estado morava na rua. Os três não tinham documentos. Por isso, conseguir a certidão de óbito do marido que havia sido assassinado foi um desafio. Descobrimos depois que, além da filha menor, a mulher também estava grávida”.  Com muito custo e insistência, a assistente social devolveu o direito para a família, permitindo ainda que a criança tivesse em seu registro o nome do pai já falecido, depois, elas foram morar com o restante da família em Rondônia.

Na Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), Vanea dá continuidade ao seu ofício orientando e capacitando as assistentes sociais dos municípios mato-grossenses. Ela vê que a profissão tem muito a crescer, mas já usufrui de algumas conquistas.  Em reconhecimento aos serviços prestados foi instituído, nacionalmente, em 15 de maio, o Dia do Assistente Social.

A comemoração da data, de acordo com a secretária da Setasc, Rosamaria de Carvalho, é muito mais que uma homenagem aos profissionais dos Serviços Sociais, que dedicam suas lutas por melhores condições de vida, saúde e trabalho para os grupos sociais menos favorecidos. “Temos muito que agradecer a esses profissionais que fazem da assistência social o seu projeto de vida.”

A primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, que auxilia na condução das ações e programas desenvolvidos pela Setasc, ressalta o empenho no fomento de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento social de Mato Grosso. De acordo com ela, o trabalho do assistente social neste processo é de suma importância para melhorar qualidade das ações voltadas para área social.

Informações

No país há pouco mais de 180 mil profissionais com registro nos 27 Conselhos Regionais de Serviço Social (CRESS). De acordo com informações do Conselho Federal de Serviço Social, o Brasil é o segundo no mundo em quantitativo de assistentes sociais, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. 

Os assistentes sociais são profissionais que cursaram graduação em Serviço Social (reconhecida pelo Ministério da Educação) e possuem registro no Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) do Estado em que trabalham. A profissão é regida pela Lei Federal 8.662/1993, que estabelece suas competências e atribuições.

Esses profissionais analisam, elaboram, coordenam e executam planos, programas e projetos para viabilizar os direitos da população e seu acesso às políticas sociais, como a saúde, a educação, a previdência social, a habitação, a assistência social e a cultura. Os assistentes sociais podem trabalhar junto a outras categorias: profissionais da psicologia, educação, enfermagem, do direito, dentre outras.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Escola de Várzea Grande reforma biblioteca com ajuda do setor empresarial

Publicado

em

por

A Escola Estadual Manoel Correa de Almeida, de Várzea Grande, está de biblioteca nova. Agora, a unidade escolar possui um espaço renovado para desenvolvimento intelectual dos alunos e da comunidade. Graças à colaboração do empresariado de Várzea Grande e de Cuiabá, a biblioteca, ganhou pinturas na parede e no balcão, além de instalação de novos móveis.

O autor e executor do projeto, Matheus Santiago Silva, destaca que a reforma da sala e revitalização dos móveis foram feitas de forma a ficar atrativa e organizada aos alunos. “Agradecemos a todo o empresariado que acreditou em nosso projeto e, com isso, ganhamos um grande impulso ao ensino e à credibilidade para escola”, comemora.

Mateus acrescenta que, como resultado inicial, logo na primeira semana, o projeto Ciranda e Letramento da professora Greice Meyre aumentou a frequência a visitação à biblioteca de 11 para 75%”.

Os alunos já notaram nitidamente a mudança. É o caso de Melissa Lima do 4º ano. “Ficou linda e agradável”. Letícia Rosa, também do 4º ano, ficou com a mesma impressão. “É um incentivo importante para nós”, frisa.

A diretora Josibel Gonçalves aprovou o projeto sem custos, que apoiou as benfeitorias para escola por acreditar no potencial de colaboração da comunidade. “Hoje temos uma biblioteca de excelente qualidade”.

O coordenador pedagógico Douglas Larreia Kozan, explica que a biblioteca tem no processo de aprendizagem, servindo de apoio, incentivo e auxílio pedagógico para os estudantes e toda a comunidade. “Essas parcerias com a comunidade são fundamentais para auxiliar no desenvolvimento intelectual dos nossos alunos”.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana