conecte-se conosco


Entretenimento

Felipe Araujo é levado para a delegacia e nega ter cochilado ao volante

Publicado

em

Felipe Araújo foi levado para a delegacia após ter parado em local proibido em uma avenida movimentada de Goiânia. De acordo com informações do G1 , o cantor afirmou que passou mal e que, diferentemente do que foi divulgado na mídia, ele não dormiu no volante.

Leia também: Paolla Oliveira sobre declaração de Felipe Araújo: “Adorei saber desse carinho”

Felipe Araújo arrow-options
Reprodução/Instagram/@felipearaujocantor

Felipe Araújo

“Não cochilei não, isso é conversa fiada. Fui comprar uma pamonha perto da casa do meu pai, passei mal, parei o carro e, coincidentemente, tinha um carro da SMT (Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade) logo atrás de mim. Eles me abordaram e viram que eu não tinha habilitação”, declarou Felipe Araújo .

Leia também: Felipe Araújo diz que repetiu beijo em Ludmilla “umas 14 vezes” em clipe

Ainda de acordo com informações do G1 , o carro que o cantor dirigia estava parado ao lado do canteiro central, por conta das 9h10 da manhã, quando foi abordado por funcionários da SMT. No momento da abordagem foi constatado que Felipe não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e que a documentação do veículo estava atrasada.

“Eu não escolhi parar ali, eu senti um mal-estar e parei o carro para não seguir, porque eu me senti mal. Foi inocência. De certa forma, foi inocência. A pamonharia era muito perto da minha casa. Nunca imaginei que fosse acontecer o que aconteceu”, disse.

Leia também: “Cristiano Araújo se foi, mas está bem substituído”, diz dupla a irmão do cantor

“Não sei com que tempo vou tirar essa habilitação. Acho que não vou tirar pela falta de tempo, mas tenho várias pessoas que podem dirigir pra mim”, declarou. Felipe Araújo prestou depoimento na delegacia e foi liberado.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

“Vingadores: Ultimato” supera “Avatar” e alcança maior bilheteria da história

Publicado

em

por

Vingadores: Ultimato arrow-options
Divulgação

“Vingadores: Ultimato” superou bilheteria de “Avatar”

“Vingadores: Ultimato” ultrapassou “Avatar” (2009) e se tornou o filme com maior bilheteria da história do cinema. O anúncio foi feito neste sábado (20) pelo presidente da Marvel Studios, Kevin Feigne, durante painel na Comic Con, em San Diego, Califórnia.

Leia também: Após polêmica com “Vingadores”, ministro assina cota para filmes nacionais

De acordo com a Hollywood Reporter , a diferença de bilheteria entre ” Vingadores: Ultimato ” e “Avatar” era de cerca de US$ 500 mil (sem ponderar a inflação) até essa sexta-feira (19). Desse modo, o 22º filme do universo Marvel vai superar oficialmente a premiada produção de James Cameron neste fim de semana – tendo em vista que, no último sábado e domingo, a saga contra Thanos faturou US$ 2,5 milhões globalmente.

“Meu enorme parabéns às equipes da Marvel Studios e da Wald Disney Studios. E obrigado aos fãs ao redor do mundo por levarem Vingadores: Ultimato a essa marca histórica”, celebrou, em nota, o diretor criativo e co-presidente da Walt Disney, Alan Horn.

Leia também: Fã assiste “Vingadores: Ultimato” 110 vezes e entra para o livro dos recordes

O filme de super-heróis lançado mundialmente no ano passado já era detentor de um importante recorde de bilheteria: foi a produção que alcançou maior renda em seu lançamento: US$ 1,22 bilhão.

Mas para superar “Avatar”, foi necessário uma manobra. No mês passado, o filme da Marvel e Disney retornou a várias salas de cinema com o lançamento de uma versão estendida, com seis minutos adicionais em relação ao filme lançado em abril.

Além de celebrar a marca de “Vingadores”, a Marvel também anunciou em seu painel na Comic Con o lançamento de cinco filmes até 2021 (incluindo sequências de “Viúva Negra”, “Thor” e “Doutor Estranho”) e também de cinco produções para reprodução em stream.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana