conecte-se conosco


Esportes

Em negociação com a TV Globo, Palmeiras tem “voto de confiança” dos jogadores

Publicado

em

Lance


Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras
Twitter/Reprodução

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras

A falta de acordo entre Palmeiras e Rede Globo para jogos do clube no Campeonato Brasileiro não deixou apenas torcedores sem ver, até o momento, duas partidas do clube na competição. Parentes e amigos de jogadores também estão “no escuro”. Mas o discurso é de confiança no presidente Maurício Galiotte, que vem tocando as negociações com a emissora.

Leia também: Palmeiras comemora números de transmissão de segundo jogo sem TV

“Não tem jeito, né? Não tem como ver. Eles (parentes e amigos) têm ouvido pela TV Palmeiras. É uma coisa nova, e não cabe a nós palpitar. O presidente do Palmeiras sabe o que faz e o que é melhor para o Palmeiras e para nós. É dar esse voto de confiança para ele e as coisas vão se resolver”, disse o lateral-esquerdo Diogo Barbosa.

Por enquanto, tudo indica que palmeirenses, parentes e amigos dos atletas seguirão acompanhando a maioria dos jogos do time no Brasileiro pelo rádio ou transmissões sem imagem ao vivo da partida feitas pela TV Palmeiras. Houve um recente encontro de Galiotte com representantes da emissora carioca, mas sem nenhum avanço.

Leia também: Maiores prejudicados, torcedores do Palmeiras apoiam o clube em rixa com a Globo

A conversa não foi além de um bate-papo, durante poucos minutos, na última segunda-feira, enquanto o presidente esteve no Paraguai para acompanhar o sorteio das oitavas de final da Libertadores. O encontro sequer foi considerado uma tratativa oficial entre as duas partes. Mesmo que fosse, não seria útil para nenhum dos lados, já que não houve nem esboço de acordo.

O Palmeiras exige da Rede Globo valores similares aos pagos a Corinthians e Flamengo, e comemora os números de suas transmissões nas redes sociais, considerados úteis como prova à Globo da visibilidade do clube. Uma arma do Verdão é o dinheiro que a emissora e as operadoras têm perdido com o cancelamento de assinaturas no pay per view, além das ações do Procon exigindo desconto nas mensalidades pela ausências de jogos do Brasileiro.

A emissora só tem exibido compromissos do clube ao vivo em duelos por Libertadores (apesar de que os dois jogos das oitavas de final, contra o Godoy Cruz, serão exclusivos da Fox Sports) e Copa do Brasil, graças a contratos fechados paralelamente. A Rede Globo, contudo, decidiu que transmitirá por pay per view a partida entre Palmeiras e Sampaio Corrêa, no dia 30, pela Copa do Brasil, no Allianz Parque. Uma forma de atrair palmeirenses que abriram mão de seus planos diante da ausência dos jogos do clube pelo Brasileiro.

O Palmeiras acertou com a Turner, que detém o Esporte Interativo e a TNT, canal que transmite as partidas do time contra outras equipes parceiras do grupo (Santos, Inter, Athlético-PR, Fortaleza, Bahia e Ceará) – o acordo vale para jogos do clube pelo Brasileiro entre 2019 e 2024. Da Turner, o Verdão recebeu R$ 100 milhões – metade paga no fim do mandato de Paulo Nobre, e outra no início da gestão de Maurício Galiotte, em 2017.

Leia também: ESPN dribla Globo e Turner e vai “transmitir” partida entre Palmeiras e Galo

O impasse na transmissão ocorre porque, dentro do que estabelece a Lei Pelé, o jogo só pode ser transmitido na televisão com a anuência dos dois clubes. Como o Palmeiras só vendeu seus direitos de transmissão à Turner, o torcedor que não for ao estádio tem de acompanhar a partida pelo rádio ou por meio da narração da TV Palmeiras, sem imagem do que ocorre no campo.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Pep Guardiola faz três exigências para continuar como técnico do Manchester City

Publicado

em

por


pep no city
Reprodução

Pep Guardiola conquistou a triplice coroa inglesa (Premier League, Copa da Liga Inglesa, Copa da Inglaterra) com o City

Um dia após a agência de notícias italiana AGI afirmar que  Pep Guardiola iria se transferir para a Juventus na próxima temporada europeia, o tabloide inglês The Sun publicou uma lista de três desejos do treinador para continuar no comando do Manchester City.

De acordo com a publicação, Pep Guardiola continuará na equipe inglesa, mas fez três pedidos à diretoria dos Citizens a fim de renovar a equipe e ir em busca de conquistar o troféu da Liga dos Campeões.

O primeiro pedido seria a contratação do jovem português João Felix , do Benfica. Conhecido como o ‘novo CR7’, João tem 19 anos e foi um dos destaques do time campeão português dessa temporada.

Leia também: Após briga com presidente, Sérgio Ramos pode deixar o Real rumo a Inglaterra

Com uma multa rescisória alta, de cerca de 110 milhões de euros (R$ 497 milhões), o City abriria mão de Leroy Sané, que interessa ao Bayern de Munique, para realizar a contratação e João Felix. Além do Manchester City , a Juventus também está interessado no jovem português.

As saídas de Vincent Kompany e Nicolás Otamendi (não satisfeito com os minutos jogados na temporada passada), Guardiola pensa na contratação de Harry Maguire , zagueiro do Leicester. O valor de mercado do inglês é de 100 milhões de euros (R$ 452 milhões) e se a transação acontecer ele será o zagueiro mais caro da história.

Leia também:  Melhor do mundo? Pep Guardiola chega ao nono título nacional em 11 anos 

Como último pedido, Pep Guardiola quer a contratação do compatriota Rodrigo, meio-campista do Atlético de Madrid. O atleta de 22 anos tem uma cláusula de rescisão de 70 milhões de euros e também interesse ao Barcelona e Bayern de Munique.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana