conecte-se conosco


Esportes

Derrotado por Djokovic, tenista espanhol perdeu despedida de solteiro por semi

Publicado

em

roberto bautista tênis arrow-options
Reprodução/ Twitter

Tenista espanhol nunca tinha chegado tão longe num Grand Slam

Roberto Bautista Agut disputou nesta sexta-feira (12) uma das semifinais do simples masculino em Wimbledon contra Novak Djokovic. O espanhol de 31 anos saiu derrotado por 3 sets a 1, mas não foi só isso que ele perdeu.

Leia também:  Esportes estranhos: Conheça o Buzkashi, uma versão sangrenta do Polo

De casamento marcado, o tenista ia comemorar sua despedida de solteiro nesta sexta-feira, mas precisou adiar por ter avançado até as semifinais do Grand Slam da Inglaterra.

“Tinha planejado estar em Ibiza agora mesmo. Já tinha tudo organizado. De fato, seis amigos estão lá, mas prefiro estar em Londres”, disse em entrevista à Rádio Cope.

A parte boa foi que a despedida acabou não acontecendo. Os amigos de Roberto Bautista foram até Londres para ver a semifinal e marcarão um novo dia para a festa, com consentimento da esposa Ana.

Leia também:  Veja os detalhes das medalhas dos Jogos Pan-Americanos de 2019, no Peru

Bautista nunca tinha chegado tão longe num Grand Slam. Suas únicas vitórias expressivas foram em World Tour 250 Series na Alemanha e na Holanda, ambos no ano de 2014. Em sua carreira no simples o tenista acumula 264 vitórias, 159 derrotas e cinco títulos. Nas duplas ele tem 21 vitórias e 40 derrotas.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Internacional vence Palmeiras nos pênaltis e vai às semis da Copa do Brasil

Publicado

em

por

Lance

Pelas quartas de final da Copa do Brasil%2C Inter bate o Palmeiras nos pênaltis arrow-options
Max Peixoto/DiaEsportivo/Agência O Globo

Pelas quartas de final da Copa do Brasil, Inter bate o Palmeiras nos pênaltis

O Internacional está nas semifinais da Copa do Brasil. Depois da vitória colorada, por 1 a 0, no tempo regulamentar, com gol de Patrick, os donos da casa levaram a melhor nos pênaltis, nesta quarta-feira, no Beira-Rio e venceram por 5 a 4. Marcelo Lomba defendeu a cobrança de Gustavo Gómez e Moisés mandou a bola no travessão. Weverton defendeu a do autor do gol. 

Com o resultado, o time gaúcho enfrenta o Cruzeiro na semifinal, nos dias 7 e 14 de agosto. Na outra chave, Grêmio e Athletico-PR lutam pela vaga na decisão. 

Pressão colorada
Em desvantagem pela derrota de 1 a 0, no jogo de ida no Allianz Parque, o Inter conseguiu fazer o jogo ideal no Beira-Rio, com maior posse de bola e uma marcação no campo de defesa no Palmeiras, que não deixou espaços para os rivais criarem. Os donos da casa eram comandados por D´Alessandro e exploravam as laterais. Weverton fez boas defesas em finalizações de Moledo, Nico López e Guerrero. Do outro lado, o Verdão conseguiu encaixar alguns contra-ataques e Lomba teve trabalho com Deyverson e Dudu. 

Valeu insistir
Nos minutos finais da primeira etapa, o Inter cresceu, empurrado pelos mais de 40 mil torcedores presentes. E a insistência deu resultado. Aos 40, Patrick aproveitou rebote de um chute de Edenilson e finalizou da entrada da área. A bola desviou em Luan e encobriu Weverton para quebrar o recorde de 1200 minutos sem sofrer gols da dupla de zaga alviverde. O resultado levava a partida para os pênaltis. 

Paredão palmeirense
O segundo tempo começou com o Inter em busca de mais um gol, em ritmo. Weverton brilhou com grandes defesas em lances de Nico López e Cuesta, impedido. Mas o Verdão, mais compacto com a entrada de Moisés, conseguiu conter o ímpeto do Colorado. A partida ficou truncada com menos oportunidades para ambos os lados. Aos 37, o árbitro chegou a apontar um pênalti para o Palmeiras, anulado após revisão no vídeo. 

VAR em ação
Nos acréscimos, o sentimento de frustração tomou conta do Beira-Rio. Após cobrança de escanteio de D´Alessandro, Cuesta ganha pelo alto e marcou o que seria o gol da classificação colorada. Na revisão do lance, no entanto, o árbitro viu falta em Felipe Melo. O camisa 10 do Inter foi ainda expulso por reclamação. 

Pênaltis
Nas penalidades, Lomba defendeu cobrança de Gustavo Gómez e Weverton, a de Patrick. Nas batidas alternadas, Moisés mandou a bola no travessão e confirmou a sofrida classificação dos gaúchos. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 (5) X (4) 0 PALMEIRAS

Data/Hora: 17/07/2019, às 21h30 (de Brasília)
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Gramado: Bom
Público/ Renda: 38.836 pagantes; 42.344 presentes/R$ 2.306.661,00.
Árbitro: Rafael Traci (SC) Nota L!: 5,5 – Decisões polêmicas para os dois lados
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes de VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) e Michael Correia (RJ)
Cartões amarelos: Nico López, D´Alessandro, Wellington Silva (INT); Dudu, Luan, Gustavo Gómez, Marcos Rocha (PAL)
Cartões Vermelhos: D´Alessandro, 49’/2ºT (INT) e Pedro Lucas, 55’/2ºT (INT)

Gol: Patrick (40’/1ºT, 1-0)

Pênalits: Guerrero (1-0), Bruno Henrique (1-1), Rafael Sobis (2-1), Edenilon (3-1), Diogo Barbosa (3-2), Rodrigo Lindoso (4-2), Luan (4-3), Willian (4-4), Nonato (5-4)

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno (Nonato, 30’/2ºT), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel (Wellington Silva, 41’/2ºT); Rodrigo Lindoso, Edenilson e Patrick; D’Alessandro, Nico López (Rafael Sobis, 19’/2ºT) e Guerrero Técnico: Odair Hellmann

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima (Moisés, intervalo); Dudu, Zé Rafael (Willian, 13’/2ºT) e Deyverson (Carlos Eduardo, 29’/2ºT) Técnico: Luiz Felipe Scolari

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana