conecte-se conosco


Política MT

Audiência debate avaliação física nas academias de MT

Publicado

em

Audiência pública solicitada pelo professor e deputado Allan Kardec (PDT) reunirá representantes de diversos segmentos, nessa terça-feira (07), para debater a obrigatoriedade da avaliação física nas academias de Mato Grosso e similares. O evento terá início às 9h e será realizado no Auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa.

“Estamos convidando professores, alunos, profissionais de Educação Física, amantes dos esportes, praticantes e toda a sociedade em geral para debater esse tema que reflete na vida de muitas pessoas, pois a prática esportiva tem aumentado em todas as regiões, mas deve ser acompanhada para não trazer males ao invés de benefícios à saúde”, afirma Allan.

A audiência pública contará com palestras, debates com a participação dos presentes, representantes do Conselho Regional de Educação Física (CREF), Sindicato das Academias de Mato Grosso, Sindicato dos Profissionais de Educação Física e Esporte de Mato Grosso. A professora Mônica Marques também participará. Ela é especializada em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina, representante nacional da ACAD Brasil (Associação Brasileira de Academias) e membro do IHRSA Board of Directors.

Além da avaliação física nas academias, estará em discussão a obrigatoriedade da avaliação para atividades físicas realizadas em outros locais com orientação de profissional.

 “Temos mais de 30 doenças associadas ao sedentarismo. Por isso, é muito importante debater esse tipo de assunto e a avaliação física necessária antes das atividades físicas”, afirma o professor Rêmulo Cláudio.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Militares conquistam direito de acionar Defensoria Pública em processos decorrentes do exercício da função

Publicado

em

por

Foto: ELIEL TENORIO PEREIRA

A Defensoria Pública de Mato Grosso disponibilizará assistência jurídica integral e gratuita a todos os militares que sejam implicados em processos judiciais ou extrajudiciais no exercício da função, como ações penais ou sindicâncias por homicídio, tortura ou corrupção. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado, na última sexta feira (14).

O ato publicado é resultado da luta do presidente da Comissão Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa, deputado estadual Elizeu nascimento (DC). O parlamentar realizou, no dia 20 de maio, uma audiência pública com todos os defensores do estado para tratar do tema. Desde então, o diálogo foi traçado e agora a Defensoria disponibilizará um advogado para atender a categoria militar.

A proposta do deputado é que este papel seja feito pelos defensores públicos do Estado, cuja finalidade constitucional é defender as pessoas necessitadas, que não têm condições de pagar por um advogado. Mato Grosso tem hoje cerca de 7.380 mil policiais militares e aproximadamente 1.405mil bombeiros militares na ativa, que terão agora direito à assistência jurídica gratuita de um defensor, caso necessitem.

“Quem ganha com isso são os policiais que não têm dinheiro para pagar advogado. Cansei de ver policial na Corregedoria da PM, em sindicância, tendo que se defender sem a presença de um advogado, porque não tinha dinheiro. A Constituição garante o amplo direito a defesa a todos os cidadãos”, disse Elizeu Nascimento.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana