conecte-se conosco


Política MT

ALMT e OAB/MT promovem debate entre candidatos ao governo de Mato Grosso

Publicado

em

Equipes da TVAL e Rádio AL garantiram a transmissão do debate para todo o estado.

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Os cinco candidatos ao governo de Mato Grosso marcaram presença no debate que aconteceu no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso (OAB/MT), na noite de quinta-feira (20). O evento – resultado de parceria entre a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e a OAB/MT – foi transmitido ao vivo pela TV Assembleia e Rádio Assembleia. A mediação foi feita pelo jornalista do Parlamento, Anderson Sartori.

Durante o debate, que teve duração de duas horas, Arthur Nogueira (Rede Sustentabilidade), Mauro Mendes (DEM), Moisés Franz (PSOL), Pedro Taques (PSDB) e Wellington Fagundes (PR) responderam questionamentos que eles fizeram entre si, conforme determinado em sorteio. Os concorrentes ao cargo de governador também responderam a uma pergunta feita pelo presidente da OAB/MT, Leonardo Campos, e a cinco perguntas feitas pela plateia, composta por advogados, estagiários e por interessados inscritos. 

Transmissão – Conforme dados da TVAL, 11 profissionais da emissora e cinco da Rádio Assembleia trabalharam durante o evento para levar as informações aos telespectadores e ouvintes mato-grossenses. Três deles estiveram na unidade móvel ajudando a fazer a transmissão. Já a OAB/MT contou que uma equipe de 20 pessoas diretamente ligadas ao debate, totalizando 36 profissionais.

“É muito importante essa parceria da Assembleia Legislativa com a Ordem dos Advogados a fim de proporcionar ao eleitorado mais esta oportunidade de conhecer cada candidato e o que eles pretendem fazer para melhorar a vida dos mato-grossenses”, assinala a secretária de Comunicação da ALMT, Rosimeire Felfili.

Para o diretor da Rádio Assembleia, Jaime Neto, o debate é a oportunidade para o eleitor definir sua escolha pelos candidatos. “É importante porque a Rádio Assembleia pega em todos os 17 municípios na Baixada Cuiabana onde o sinal alcança, além da parabólica consolidada e também pela internet. O ouvinte poderá tirar suas dúvidas com esse debate de transparência junto com a OAB”, afirmou Neto.

Transparência – A parceria para realização e transmissão do evento não é nova e foi iniciada em 2016 com o debate entre os então candidatos à prefeitura de Cuiabá. Esse tipo de ação segue a determinação da Mesa Diretora da ALMT para tornar o pleito cada vez mais transparente, em conformidade à legislação eleitoral. O encontro também é parte da campanha “Voto não tem preço, tem consequência”, desenvolvida pela OAB/MT.

“Aqui nós estamos fazendo com que o eleitor tenha um contato direto sem qualquer tipo de filtro com o candidato. O tema é livre e assim é possível extrair ao máximo dos candidatos”, explica o presidente da instituição, Leonardo Campos. Para o superintendente da TVAL, Wanderley Oliveira, o objetivo do debate é proporcionar o conhecimento público sobre os planos de governo de cada candidato. “É importante para que os eleitores tenham acesso à plataforma de trabalho dos postulantes ao cargo de governador”, afirma Oliveira.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Requerimento cobra informações da merenda escolar

Publicado

em

por

Foto: JLSiqueira / Secretaria de Comunicação Social

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) deverá fornecer informações a Assembleia Legislativa a respeito dos critérios adotados para formação do cardápio da merenda nas escolas públicas administradas pelo governo do Estado. Isso por conta da aprovação do Requerimento nº 505/2019, de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), na sessão ordinária do dia 10 de julho.

As informações serão consequências de respostas aos seguintes questionamentos: quais critérios são utilizados para a formatação do cardápio oferecido na merenda dos alunos da rede pública estadual de ensino? Qual o cardápio fornecido na rede pública estadual de ensino?  Existe uma padronização quanto aos alimentos ofertados para os alunos das escolas públicas estaduais localizadas na Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá e no restante do Estado?

Há ainda as seguintes questões: é possível aferir se existem problemas na distribuição da merenda aos estudantes da rede pública estadual de Ensino na Região do Vale do Rio Cuiabá e no restante do Estado? Caso não seja possível aferir os problemas na distribuição da merenda, qual a justificativa para a impossibilidade?

De acordo com a justificativa, o Parlamento busca ter conhecimento a respeito da comida fornecida na merenda escolar para que seja assegurado aos estudantes qualidade nutricional atendendo as diversas faixas etárias.

Continue lendo

Polícia

Política MT

Política Nacional

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana